|

|

Entenda os valores da guia DAE – eSocial Doméstico

Entenda os valores da guia DAE – eSocial Doméstico

por | 08/07/18 | eSocial | 118 Comentários

Desde 01/10/2015 é obrigatório a utilização do eSocial Doméstico, com o recolhimento unificado dos tributos e do Fundo de Garantia – FGTS para os empregadores domésticos, na Guia DAE – Documento de Arrecadação do eSocial.

Caso precise de ajuda para usar o E-Social, clique aqui e descubra como pode ser fácil fazer o cadastro e começar a usar.

O eSocial foi desenvolvido para viabilizar a determinação dada pelo texto da Lei Complementar 150, publicada no dia 02/06/2015, que instituiu o SIMPLES DOMÉSTICO com as seguintes responsabilidades que são recolhidas na Guia DAE:

  • FGTS – equivalente a 8% do salário do trabalhador;
  • FGTS – Reserva Indenizatória da perda de emprego – 3,2% do salário do trabalhador (depósito compulsório);
  • Seguro contra acidentes de trabalho – 0,8% do salário;
  • INSS devido pelo empregador – 8% do salário;
  • INSS devido pelo trabalhador – de 8% a 11%, dependendo do salário;
  • Imposto de Renda Pessoa Física – se o trabalhador receber acima de R$ 1.903,98;

Obs: No caso dos dois últimos itens, os pagamentos deverão ser realizados pelo empregador, que os descontará do salário pago ao empregado doméstico.

cta 02

1 – FGTS;

O FGTS passou a ser obrigatório em 01/10/2015 e é uma responsabilidade do empregador, não sendo descontado do empregado.

Além dos 8% sobre o salário, incide a parcela relativa à indenização compensatória da perda de emprego (3,2%).

Até 01/10/2015 era opcional, mas quando o empregador decidia por fazê-lo, esse se tornava obrigatório até a rescisão contratual.

Para mais detalhes sobre FGTS clique aqui.

 

2 – Seguro Acidente de Trabalho;

O SAT – Seguro Acidente de Trabalho, é uma garantia ao empregado, um seguro contra o acidente do trabalho. Seus custos ficam a cargo do empregador, mediante pagamento de um adicional de 0,8% sobre a remuneração do empregado doméstico.

 

3 – INSS;

Parte do recolhimento é de responsabilidade do empregador (8%) e parte do empregado.

Os empregados domésticos tem o valor do INSS descontados diretamente na sua remuneração, e os valores a serem descontados vão depender do salário de cada um, podem variar de 8% a 11%, quanto maior o salário, maior é o desconto.

Confira os detalhes e alíquotas para cada faixa salarial.

4 – Imposto de Renda;

O Imposto de Renda é retido pelo empregador e pago na Guia DAE, quando a remuneração estiver dentro da faixa de recolhimento.

O IRPF, diferentemente da contribuição previdenciária (regime de competência), é regido pelo regime de caixa. Sendo assim, sua presença na Guia DAE do eSocail se dá somente no mês posterior ao efetivo pagamento do salário do trabalhador.

Exemplo:

No caso do IRRF descontado da folha do mês de outubro, caso a remuneração seja paga ao trabalhador apenas no mês de novembro (até o dia 07), este IRRF descontado só aparece no DAE de novembro, que será pago pelo empregador em dezembro.

 

Vencimento e pagamentos em atraso;

A Guia DAE do eSocial vence sempre no dia 07 de cada mês, quando for feriado ou final de semana, deve ser antecipada.

Para pagamentos em atraso, os juros e multas são calculados automaticamente na geração da Guia DAE no eSocial Doméstico.

 

Sua opinião é sempre muito importante para o nosso trabalho.

Ficou com alguma dúvida sobre a Guia DAE? Deixe seu comentário abaixo, responderemos todas as dúvidas.

Conhece alguém que pode precisar dessa informação? Clique nos botões abaixo e compartilhe com seus amigos.


nolar esocial

tela mostrando o aplicativo nolar

O NOLAR está integrado ao eSocial

Resolva toda burocracia de forma simples e fácil.

EXPERIMENTE GRÁTIS

 

118 Comentários

  1. muito bemexplicado

    Responder
    • Como todos os posts, tudo muito bem explicado e esclarecido de forma perfeita. Parabéns à equipe.

      Responder
  2. Bom dia, preciso emitir uma guia de Dezembro/2015, e não consigo de forma nenhuma como tenho que fazer ?

    Responder
    • Olá Onesio,

      Caso seja reemissão, acesse o esocial, clique na competência de dezembro/2015 e em EMITIR GUIA.

      Responder
  3. Gosto muito de ler estas informações…tem sido valiosas. grata.

    Responder
  4. Ou seja, uma roubalheira sem precedentes, um absurdo a quantidade de impostos.

    Responder
  5. Muito útil e esclarecedor. Obrigada.

    Responder
  6. Todas as informações são auto explicativas, facilitando, assim, manter em dia as obrigações do empregador, sem necessidade de recorrer a profissionais de contabilidade.

    Responder
  7. Parabéns pelo site e pelos emails.

    Responder
  8. Ótimo e esclarecedor informativo.

    Responder
  9. Sempre excelente todos os posts da Nolar, parabens!!!
    Gostaria de tirar uma duvida, minha ajudante do lar tirará ferias em setembro, 30 dias, vou paga-la em 29 de agosto. Devo pagar a guia ref as ferias ate 7 de setembro ou na de outubro??
    Obrigada

    Responder
    • Olá Ana,

      O recolhimento sobre a remuneração de férias deverá ocorrer na DAE de setembro, com recolhimento até 07/10/2016.

      Responder
  10. Excelentes informações.

    Responder
  11. Bom Dia !!! Gostei bastante da forma resumida e esclarecedora sobre a DAE.

    Tenho uma dúvida sobre o registro de dois empregados. Um exerce a função de cuidador e o outro técnico de enfermagem.
    1. Nesses dois casos devo fazer pelo e-social ?
    2. São os mesmos direitos e deveres de um empregado doméstico ?
    3. Há um código/classificação específico para essas profissões ?

    Agradeço desde já a atenção
    Flávia (011) 9 9407-2127

    Responder
    • Olá Flavia,

      sim, ambos deverão ser registrados no esocial.
      O ideal é criar sua conta no NOLAR e cadastrar seus empreados.

      Os direitos e deveres são os mesmos, a Legislação vigente vale para todos os empregados domésticos em geral.

      Para ambos os casos deve-se utilizar o CBO 5162-10 – cuidador de idosos para registro no esocial e na CTPS.

      Responder
  12. As informações bem esclarecedoras. Mas uma dúvida que não foi mencionada é a questão do seguro desemprego. O empregador arcar com algum valor? Qual os critérios para o empregado doméstico ter este direito? Se fosse possível gostaria de esclarecer esta dúvida. Se existe material já publicado, por favor gostaria de receber.

    Responder
    • Olá Marcos,

      Para mais detalhes sobre o seguro desemprego acesse o link – seguro desemprego

      Responder
  13. Excelente explicação! Parabéns a toda equipe!

    Responder
  14. Muito bom!!!!

    Responder
  15. Muito bom.
    Sempre me oriento nas mensagens que recebo.

    Responder
  16. Não fiquei com nenhuma dúvida. NOLAR sempre nos ajudando com as suas informações.
    Obrigada mais uma vez.
    Sugestão: deixar disponível para impressão, acredito que muitos associados do NOLAR gostariam de imprimir para arquivar como uma apostila de orientações.

    Responder
    • Olá Angelina,

      Obrigado pela sugestão!

      Responder
  17. MUITO OBRIGADO PELAS INFORMAÕES

    Responder
  18. Olá!

    Gostaria de saber se a doméstica recebe pelo INSS tendo ficado 8 dias sem trabalhar, com atestados médicos.
    Isto é, menos de 15 dias.
    Pergunto porque se for empregado de empresa, só pode entrar com o seguro se ficar afastado por mais de 15 dias, certo?

    obrigada,

    Responder
    • Olá Kátia,

      A empregada deve ser encaminhada ao INSS para agendamento de consulta na perícia médica e solicitação do auxilio doença.

      Ao empregador caberá o pagamento dos dias trabalhados, os devidos recolhimentos e informar o afastamento no esocial e no NOLAR.

      Na concessão do benefício, o INSS fará os pagamentos desde o primeiro dia de afastamento do empregado.

      Durante o afastamento por concessão do auxilio doença, não será devido nenhum recolhimento de encargos trabalhista.
      A guia DAE deverá ser emitida sem valor (zerada).

      Acesse o link – http://www.mtps.gov.br/auxilio-doenca

      Responder
  19. Meu pai faleceu dia 24 de abril. A cuidadora dele entrou em licença maternidade em 01 de maio. Temos que continuar a pagar o DAE? Com a morte dele, encerrou-se o trabalho dela. Como proceder?

    Responder
    • Olá Claudia,

      I – Morte do membro da família que assinou a CTPS do empregado doméstico

      O empregador não é a pessoa que assina a CTPS e sim a família que reside no local em que o empregado trabalha. Havendo morte da pessoa que assinou a CTPS, o vínculo de emprego continua normalmente sem a necessidade de rescisão do contrato de trabalho vigente. O que deve ser feito é uma anotação na CTPS (página anotações gerais) do empregado, nos seguintes termos:
      Devido a morte de meu pai, ocorrida em 24/4/2016, passo a representar a minha família em todos os atos relativos ao contrato de trabalho anotado às fls. XX desta CTPS, a partir da presente data.

      Portanto, a família empregadora nem o empregado podem dar por encerrado o contrato de trabalho. Se a família empregadora deseja extinguir a relação de emprego, deve demitir o empregado sem justa causa e, se for este que queira dar por encerrado o vínculo empregatício, tem de pedir demissão.

      II – Morte da única pessoa para quem o empregado doméstico presta serviço
      Neste caso, o empregado doméstico trabalha em uma residência com apenas um morador que vem a falecer. O contrato de trabalho é extinto, com as formalidades legais, sendo devido apenas o pagamento do saldo de salário, férias e 13º salário, que deve ser pago pelo espólio do falecido.

      Responder
  20. Gostei muito da explicação sobre os valores da Guia DAE.
    Mas tenho dúvida sobre o desconto do vale transporte (6%). No recibo do salário no E-Social, não tem opção para incluir o desconto do VT. Não é mais permitido fazer este desconto?

    Responder
    • Olá Cassiana,

      Para incluir o desconto utilize a rubrica eSocial5090 – Vale Transporte Desconto.

      Para geração da Guia DAE pelo NOLAR, todos os valores são lançados automaticamente.

      Responder
  21. Bom dia,

    Ficou uma dúvida: No caso de pagamento de salário família, como é o procedimento na Guia DAE ?

    Agradecida desde já pela atenção

    Rita

    Responder
    • Olá Rita,

      Para que o desconto seja considerado na guia DAE, cadastre os dependentes nos dados do empregado.

      Responder
  22. 1- Sempre muito boas as dicas e instruções do NOLAR

    2- Tenho uma dúvida:
    Como o empregado pode verificar e controlar o saldo de sua conta no FGTS?
    (Perdoem-me se for uma “dívida”)

    Responder
  23. Bom dia Rogério.

    Suas informações são de grande valia para todos nós. Somos gratos a vocês pelas informações aqui colocadas. Não fiquei com dúvida alguma, foi tudo bem colocado aqui.

    Há uns 20 dias, mais ou menos, tive uma dúvida sobre obrigações trabalhistas para uma diarista trabalhando dois dias da semana em uma igreja de pequeno porte, enviei um e-mail para vocês mas, até agora não obtive resposta. Por favor veja o que você pode fazer para nos ajudar.

    Responder
  24. Muito bem explicado.
    Obrigado!

    Responder
  25. Eu gostaria de saber o que é o PIS, para empregado doméstico.

    Responder
    • Olá Valderez,

      O NIT/PIS é o cadastro do empregado no INSS para fins de recolhimento dos encargos trabalhistas.

      Responder
  26. O IRRF é sobre o valor bruto ou valor descontado INSS do trabalhador ? Obrigada

    Responder
    • Olá Regina,

      A base de cálculo do IRRF é a remuneração total – INSS parte do empregado – dependentes (se houver, valor definido pela Receita Federal, hoje no valor de R$ 189,59).

      O ideal para facilitar os cálculos é criar sua conta no NOLAR e cadastrar seus empregados.

      Responder
  27. Muito bem explicado. Excelente a matéria.

    Responder
  28. Minha empregada não atinge o IRF pois recebe bruto R$1.500,00. Pórem em Dezembro existe o pagamento do 13º. como devo proceder

    Responder
    • Olá Suzana,

      Para o 13 salário, será gerada uma folha e guia DAE específicas.

      Responder
  29. Parabens pelo serviços do site Nolar é muito importante essas informações,nota 10.

    Responder
  30. Suas informações são sempre esclarecedoras e em boa hora!
    Parabéns!

    Responder
  31. MUITO BOAS AS INFORMAÇÕES.
    TENHO UMA DÚVIDA: PAGUEI O DAE NO VENCIMENTO E DIAS DEPOIS PEDI NOVAMENTE E ELE VEIO COM OS ACRÉSCIMOS LEGAIS. A DÚVIDA É SE SERÁ CONSIDERADO COMO DÉBITO.

    Responder
    • Olá Teddy,

      Se foi pago até a data de vencimento esta correto.

      É importante guadar o comprovante.

      Responder
  32. Otimo, muito bem explicado.
    Parabens.

    Responder
  33. SEMPRE FANTASTICO … ADORO ESTE SITE

    Responder
  34. Olá
    Minha empregada está grávida e tendo complicaçõrs no final da gravidez.isso tem sido motivo de faltas e pequenas licenças, de 3 a 6 dias.
    Gostaria de saber se posso antecipar a licença pelo INSS.
    E também se a licença gestante é paga diretamente pelo INSS ou se eu pago e sou resarcida.. Durante a licença o DAE é pago normalmente?
    Obrigada

    Responder
    • Olá Priscila,

      A empregada deve ser encaminhada ao INSS para agendamento de consulta na perícia médica e solicitação do auxilio doença.

      Ao empregador caberá o pagamento dos dias trabalhados, os devidos recolhimentos e informar o afastamento no eSocial e no NOLAR.

      Na concessão do benefício o INSS fará os pagamentos desde o primeiro dia de afastamento do empregado. Durante o afastamento por concessão do auxilio doença, não será devido nenhum recolhimento de encargos trabalhista. A guia DAE deverá ser emitida sem valor (zerada).
      Acesse o link – http://www.mtps.gov.br/auxilio-doenca

      A data de inicio de gozo da licença maternidade será definida pelo INSS após a consulta médica para a solicitação do referido benefício.

      Durante o afastamento por maternidade o empregador deverá recolher a DAE mensal com a rubrica específica.

      Responder
  35. Excelente as informações prestadas por vocês

    Responder
  36. Olá!
    Boa tarde!
    Obrigada pelas informações, são de muita utilidade para nós!

    Responder
  37. Direta explicação, sem floreios. Pena que na DAE não possamos lançar o valor referente ao Vale Transporte.

    Responder
    • Olá Sergio,

      Na emissão da DAE mensal, adicione a rubrica de descontos “eSocial5090 – ValeTransporte – Desconto” informando o valor a ser descontado do empregado.

      Responder
  38. Boa tarde
    Gostaria de contratar uma empregada doméstica para trabalhar só três dias por
    semana.Queria que vocês me orientassem o quanto eu tenho que pagar de obri_
    gações do eSocial já que o salário minimo da minha região é $880,00. Quanto eu
    teria que dispor mensalmente para contratar uma pessoa já que preciso de orien_
    tação de um serviço como o de vocês.
    Fico no aguardo de uma resposta.
    Gesilda

    Responder
    • Olá Gesilda,

      Em média o valor da guia DAE – eSocial será de 20% do salário, parte do empregador.

      Cadastre-se no NOLAR e cadastre sua empregda para fazer os calcúlos e recibos com mais detalhes.

      Responder
  39. A cerca de três anos valho-me das orientações dada pela Nolar. São orientações precisas e objetivas, Parabéns, continue sempre assim, Obrigada por tudo . . .

    Responder
  40. GOSTEI DAS INFORMAÇÕES, MAS, PARA EU FICAR MAIS TRANQUILA, QUANTO FICA O VALOR DO E-SOCIAL PARA QUEM RECEBE UM SALÁRIO MINIMO?

    Responder
    • Olá Adriana,

      Em média a parte do empregador corresponde a 20% do salário.

      Responder
  41. Como faço para pagar o DAE adiantado. Estarei fora do país e retornarei 5 dias após a data do vencimento. É possível imprimir e pagar o DAE no dia 9 do mês anterior ao vencimento?
    Obrigada Catharina

    Responder
    • Olá Catharina,

      Nem sempre a folha esta liberada no eSocial, é importante entrar e verificar para cada competência.

      Responder
  42. Se eu pago hora extra e repouso semanal remunerado sobre as horas extras todo mes, como proceder ao pagamento desses valores nas FERIAS. Eu sei calcular a hora extra para as férias mas é preciso tambem calcular o repouso semanal remunerado sobre horas extras para as ferias tambem?
    Obrigado
    Sergio

    Responder
    • Olá Sergio,

      A remuneração de férias deve ser sobre a média das remunerações dos últimos 12 meses, considerando salário e todos os adicionais.

      Responder
  43. Olá, boa noite.
    Sempre acompanho as informações dadas por vocês que, por sinal são excelentes. Mas tenho ainda algumas dúvidas na hora de preencher a folha de pagamento da minha empregada no site. Ex: o salário é o SM, no mês a mês tudo beleza, mas nos meses de julho (1a. parcela do 13º), novembro (2a. parcela do 13º) e janeiro (férias de 30 dias)tenho dificuldade para gerar a folha e, consequentemente a guia.

    Responder
    • Olá Alcemir,

      O adiantamento deve ser informado na guia DAE com a rubrica “eSocial1800 – 13º salário – Adiantamento”.

      A segunda parcela em Dezembro, com folha específica.

      As férias devem ser registradas.

      Caso ainda não tenha sua conta, sugiro que faça um teste pelo NOLAR.

      Responder
  44. No caso da empregada pedir demissão, como fica o depósito dos 3, 2% do FGTS indenizatório? Fica no fundo de garantia da empregada?Mas se for dela o pedido de demissão?

    Responder
    • Olá Ledna,

      Para sacar os depósitos compulsórios (3,2%), o empregador deverá dirigir-se a uma agencia da CAIXA e apresentar o Termo de Quitação da Rescisão de Contrato de Trabalho, documento de identificação pessoal e indicará uma conta bancária de sua titularidade para receber o crédito dos valores.

      Responder
  45. Bom, explicado

    Responder
  46. Obrigada pelos esclarecimentos. Para leigos como eu, é bastante importante. Agradecida.

    Responder
  47. O site esclarece muitas dúvidas, mas ainda tenho dúvidas em relação às férias

    Responder
  48. ótimo, é bom termos a ciência do que estamos pagamento. Parabéns

    Responder
  49. Deu para tirar todas as duvidas. Muito bom !

    Responder
  50. sonia

    Como pagar os tributos relativos à demissão de funcionária?

    grata

    Responder
    • Olá Sonia,

      Deve ser cadastrada a demisSão no eSocial e posteriormente gerada a guia DAE.

      Acesse o link abaixo para ver o manual do e-social para leitura e duvidas de preenchimento. Leia as páginas 68 a 80: Demissão esocial

      Responder
  51. Olá!! Tenho um tio, que faleceu e tinha uma empregada e uma cuidadora …
    Vc poderia auxiliar ?? Já que sou a procuradora…
    Elas recebem seguro desemprego,??
    FGTS ???
    Quero acertar a rescisão certinha, sem problema…

    Responder
    • Olá Ana,

      Para morte da única pessoa para quem o empregado doméstico presta serviço;

      Neste caso, o empregado doméstico trabalha em uma residência com apenas um morador que vem a falecer. O contrato de trabalho é extinto, com as formalidades legais, sendo devido apenas o pagamento do saldo de salário, férias e 13º salário, que deve ser pago pelo espólio do falecido.

      Responder
  52. Entrei e coloquei a senha , mas parece que não valeu.
    Sou informada de que meu email já está cadastrado no NOLAR.
    Que senha é essa que está faltando? Eu tenho que inventar uma?

    Responder
    • Olá Maria,

      Já existe uma conta com o email: vicdemesquita@gmail.com

      Para solicitar uma nova senha, clique em “Sua conta” e depois em “Esqueceu sua senha?”.

      Responder
  53. Até aqui eu entendi, só não entendo como posso gerar o eSOCIAL se já fiz o meu cadastro no mesmo, foi gerado um código, e não consigo emitir a guia de recolhimento do mês de agosto/2016

    Responder
    • Olá Alberto,

      Você precisa cadastrar seus empregados e depois fechar a folha de cada um.

      Sugiro que crie uma conta no NOLAR e cadastre seus dados de acesso ao eSocial, dessa forma o NOLAR faz toda a integração.

      Responder
  54. Prezada equipe NOLAR, é possível transferir um cadastro doméstico no eSocial, de tempo integral (6 dias) para tempo reduzido (3 dias)? Ou é necessário encerrar o período integral e efetuar novo cadastro na modalidade tempo reduzido?

    Responder
    • Olá Sérgio,

      A redução salarial proporcional a redução da jornada de trabalho somente poderá ocorrer quando da iniciativa do empregado, por escrito e de próprio punho. Nesse caso (iniciativa do empregador) somente poderá haver a redução da jornada de trabalho, devendo ser mantido o salário vigente.

      Caso haja a demissão do empregado, deve-se aguardar pelo menos 90 dias entre a data de saída anotada na CTPS e a data da nova admissão.

      Responder
  55. Ola, ainda tenho uma duvida. Minha empregada entrou em licensa medica em novembro de 2015, por 6 meses. Em dezembro de 2015, ela teve gemeos. Dai ela ficou ate abril em licensa maternidade ate abril 2016. Mas a licensa medica somente expirava non dia 15 de maio. Ela voltou ao INSS que prorrogou a licensa ate junho 2016. Em junho eles prorrogaram ate outrubro 2016. Liguei no INSS para saber o que era devido a partir de \abril, pois recolhi o e-social ate essa data. O INSS me informou que todos os recolhimentos seriam por conta deles, ja que ela estava em licensa medica. Minha duvida eh… E o FGTS, quem recolhe?

    Responder
    • Olá Heloisa,

      No afastamento por concessão do auxilio doença não há a obrigatoriedade de nenhuma forma de recolhimento de encargos trabalhistas por parte do empregador durante o referido período.

      Responder
  56. COMO FAÇO PARA SABER SE O EMPREGADOR ESTÁ DEPOSITANDO O FGTS ??

    Responder
    • Olá Filomeno,

      Sobre o acompanhamento dos depósitos;

      – Para o depósito de 8%, pode acompanhar criando uma conta na CAIXA, onde pode solicitar mensagens por SMS ou recebimento na residência.

      – Em relação aos 3,2%, depósito da reserva indenizatória por perda do emprego, pode consultar por meio do Conectividade Social (empregador que acessa o portal eSocial com certificado digital) ou nas agências da CAIXA (empregador que acessa o portal eSocial com código de acesso).

      Responder
  57. Olá Rogério! Quero agradecer sua atenção em responder. Seus esclarecimentos resolveram uma grande preocupação e me trouxeram um grande alivio. Havia ligado no telefone do governo (esocial) e ninguem soube me responder. Ah, você me ajudou imensamente. Muito Grata

    Responder
  58. Como fica o item
    • FGTS – Reserva Indenizatória da perda de emprego – 3,2% do salário do trabalhador (depósito compulsório);
    no caso do funcionário pedir demissão? O patrão tem direito a se creditar os valores depositados para aquele funcionário?

    Responder
    • Olá Ana,

      Sim, para sacar os depósitos compulsórios (3,2%), o empregador deverá dirigir-se a uma agencia da CAIXA e apresentar o Termo de Quitação da Rescisão de Contrato de Trabalho, documento de identificação pessoal e indicará uma conta bancária de sua titularidade para receber o crédito dos valores.

      Responder
  59. Boa tarde prezados!
    Peço a gentileza de me orientar na exclusão de empregada doméstica. Fiz a rescisão da minha empregada doméstica em junho/2016 e após essa data, contratei uma babá. Ocorre que as guias que estão sendo geradas, não sei dizer se é da empregada ou dá babá, vez que não consigo excluir a empregada doméstica. Como devo proceder?
    Obrigada
    Edna

    Responder
    • Olá Edna,

      Nesse caso o empregado demitido não deve ser excluído, mas deve ser registrado o seu desligamento.

      Acesse o esocial, clique na aba TRABALHADOR > DESLIGAMENTO.

      Responder
  60. Bom dia equipe
    NOLAR,

    Adoro vocês, sempre que preciso sou muito bem atendida.

    Obrigada mais uma vez.
    SUCESSO!!!!!!!!!!!!!!

    Responder
  61. Boa noite. Eu tinha uma baba registrada a anos atras . Tive outro filho, e agora preciso registrar novamente uma outra pessoa. Estou com muitas dúvidas.
    A Dae é uma espécie de programa que ira gerar todas as guias que devo pagar é isso? Sao elas inss..fgts….etc?
    Preciso obter um e cpf ou codigo de acesso para o cadastramento junto ao e social? Se sim, qual dos dois me aconselha? E feito isso, e o cadastro no e social, através dele que irei ter acesso ao Dae (guias de pgtos de impostos)?
    Nessa Dae, consigo atribuir os descontos de vt e inss?
    Obrigada pela ajuda! Estou realmente perdida.

    Responder
    • Olá Gabriela,

      O eSocial é um sistema do governo, obrigatório desde 10/2015.

      Nele é gerada a guia DAE, onde estão todos os tributos.

      Pelo NOLAR você pode fazer os cálculos, gerar recibos e emitir as guias DAE do eSocial.

      Você precisará criar uma conta no eSocial, clique aqui e veja como.

      Crie sua conta no NOLAR e depois insira os dados de acesso ao eSocial.

      Responder
  62. Com as informações do site percebi que cometi um erro em não mudar a rubrica para salário maternidade durante o afastamento de minha funcionária… Ela já voltou ao trabalho, mas paguei as guias dos 4 meses normalmente. Como faço para arrumar meu erro no sistema? Ou terei que pedir meu dinheiro de volta?

    Responder
  63. Como emitir dae para os meses que o empregada recebe auxilio doença

    Responder
    • Olá Maria,

      Durante o afastamento por concessão do auxilio doença, não serão devidos nenhum recolhimento de encargos trabalhista.

      A DAE deverá ser emitida sem valor (zerada).

      Responder
  64. Bom dia. O salário de minha empregada é de 1.500,00. No entanto, o eSocial está me apresentando base de cálculo de R$1.892,86 para as contribuições (R$ 151,42 de INSS, multiplicado por 2, mais R$15,14 de GILRAT). Minha dúvida é o porquê desses R$392,86 (1892,86 – 1500,00) adicionados à base de cálculo das contribuições. Em tempo, contratei por tempo determinado, devido à licença-maternidade da empregada anterior. Será que isso tem influência nos cálculos ? Agradeço antecipadamente a gentileza. Muito obrigado. Cesar

    Responder
    • Olá Cesar,

      Neste caso será necessário acessar sua conta para uma analise mais detalhada.

      Acesse sua conta no NOLAR e envie para nosso suporte ou no email (suporte@nolar.com.br).

      Caso ainda não tenha uma conta no NOLAR, clique aqui.

      Responder
  65. Boa Tarde,
    tenho duas funcionárias (uma empregada domestica e uma baba). as duas com o mesmo salário.
    é normal alterações nos valores da guia do e social?? nunca são os mesmos valores, pq?

    Responder
    • Olá Francielli,

      A apuração dos encargos tem por base de cálculos a remuneração mensal paga ao empregado (salário + adicionais – descontos).

      Responder
  66. A guia do esocial, pode ser menor que R$ 10,00?

    Responder
    • Olá fernanda,

      Sim, pode ser menor que 10,00.

      Responder
  67. Desde o inicio do mês (julho) , estou tentando emitir este Guia DAE.. no entanto nunca é gerado..o que fazer? pois tem prazo para ser pago, serei prejudicada por problemas no sistema??

    Responder
    • Olá Vanderli,

      Nossa equipe entrará em contato para ajustar as configurações e gerar as guias.

      Responder
  68. Olá, tenho dúvidas quanto ao vale transporte. Esse valor, pago em espécie e diariamente ao empregado, deve ser anotado na CTPS no campo da remuneraçao?
    E o recolhimento do esocial incide sobre o valor do vale transporte pago em dinheiro?

    Responder
    • Olá Eduardo,

      É proibido o pagamento do vale transporte em espécia, salvo se não houver transporte público disponível na sua região.

      Na CTPS, preencha a página de contrato de trabalho com os dados solicitados do empregador e o valor real do salário acordado.

      Nas páginas de anotações gerais, anote o contrato de experiência e a jornada de trabalho, detalhando os dias e horas trabalhados.

      Caso ainda não tenha uma conta no NOLAR, clique aqui.
      Crie seus recibos e guias.

      Responder
  69. Parabéns a toda a equipe. As publicações são sempre muito esclarecedoras.

    Responder
  70. No caso do pagamento estar atrasado a alguns meses, o procedimento é o mesmo?
    Temos como ver quais pagamentos ainda faltam?

    Responder
    • Olá Claudia,

      Sim, o procedimento é o mesmo, você pode gerar sua guia DAE pelo NOLAR normalmente.

      As guias em atraso serão geradas para o mesmo dia, contendo multas e juros para essa data.

      Para verificar guias em aberto, clique aqui.

      Responder
  71. Dispensei a empregada ao fim do contrato de experiencia (inicio em 06/11 e fim em 05/12), paguei o DAE rescisorio e recolhi o FGTS rescisorio tudo certinho. Mas preciso ainda recolher o INSS dela referente ao saldo de salario e 13o. Vou lá na folha de pgto e não tem nenhum registro. E agora como faço pra recolher estes valores dos dias trabalhados de Dezembro?

    Responder
    • Olá Camila,

      Nesse caso deve-se emitir somente a DAE de dezembro para recolhimento.
      A DAE do 13o salário estará sem movimentação.

      Responder
  72. boa tarde! como faço para emitir a guia de cadastro do e social?

    Responder
    • Olá Andressa,

      Acesse sua conta no NOLAR, insira os dados do eSocial ou crie uma conta direto pelo NOLAR.

      Cadastre seu empregado e sincronoze com o eSocial.

      Em seguida basta emitir os recibos e guias mensais.

      Caso ainda não tenha uma conta no NOLAR, clique aqui.

      Qualquer dúvida entre em contato com nosso suporte@nolar.com.br

      Responder
  73. Contratei minha empregada em 29/01/2018 o pagamento agora em fevereiro não deveria ser proporcional?
    Grata,
    Renata

    Responder
    • Olá Renata,

      Sim, em fevereiro você deve pagar a competência de janeiro, que será proporcional ao dia de início.

      Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This

TERMOS E CONDIÇÕES DE USO DO NOLAR

1. ACEITAÇÃO DOS TERMOS E CONDIÇÕES DO SERVIÇO

A IRION - Soluções em Internet LTDA ("Proprietária e desenvolvedora do NOLAR") fornece a você ("Usuário"), diversos Serviços, sujeitos aos Termos abaixo, que podem ser modificados de tempos em tempos pela IRION sem prévio aviso.

Os Termos e condições do Serviço NOLAR, que passaremos a referir como os "Termos do Serviço", poderão ser atualizados ou modificados de tempos em tempos pela IRION e estarão sujeitos ao disposto nas cláusulas abaixo. Constituem parte integrante dos Termos do Serviço: os termos e condições contidos neste documento, a Política de Privacidade do NOLAR e quaisquer regras ou políticas vigentes que possam ser publicadas, de tempos em tempos, pela IRION , aplicáveis a cada um dos Serviços (ou a qualquer outro serviço que venha a ser fornecido pelo NOLAR no futuro). Ao clicar em "Aceito os termos de uso" o Usuário indica que leu e concordou, mesmo que tacitamente, com a versão mais recente dos Termos do Serviço e vinculará automaticamente o Usuário às regras ali contidas.

2. DESCRIÇÃO DO SERVIÇO

Atualmente, o NOLAR fornece aos Usuários previamente cadastrados, acesso a uma variedade de serviços virtuais "on-line", com vistas a promover e desenvolver única e exclusivamente atividades de controle e contratação de empregados domésticos. Nolar é a denominação deste site e de todas as páginas que o constituem, ativadas e colocadas, via internet, à disposição do acesso e interação do público na rede mundial de computadores, World Wide Web, pelo endereço http://app.nolar.com.br , de propriedade e desenvolvido pela IRION - Soluções em Internet LTDA, empresa brasileira devidamente inscrita no CNPJ sob o n. 013.609.272/0001-35. O Usuário está ciente e concorda que o Serviço é fornecido na forma como está disponibilizado e que a IRION não é responsável pela impossibilidade de qualquer comunicação ou acesso do Usuário à "World Wide Web". De forma a bem utilizar o Serviço, o Usuário deve obter, por si, acesso seja diretamente ou através de dispositivos que possam disponibilizar o conteúdo existente na Web, pagando os valores cobrados por seu provedor de acesso, se este for o caso, e providenciando todo o equipamento necessário para efetuar sua conexão à World Wide Web, incluindo computador, modem ou outro dispositivo de acesso.

O Serviço é fornecido apenas conforme e quando estiver disponível.

Grande parte do serviço é disponíbilizado gratuitamente para novos usuários. No entanto, será exclusivo "apenas aos assintantes do plano anual", a visualização e impressão dos recibos e guias de Férias, Décimo Terceiro Salário e Rescisões.

O NOLAR envidará os melhores esforços para assegurar que o Serviço funcione da melhor maneira possível. No entanto, considerando a própria natureza do Serviço, as garantias fornecidas pelo NOLAR são limitadas, conforme descritas na cláusula 9, abaixo. O Usuário entende e concorda que o NOLAR fornecerá uma assistência técnica por e-mail aos assinantes pagantes, através do link "contato" e após o usuário acessar com o seu login e senha. Não será disponibilizado suporte técnico por telefone ou outros meios que não sejam via área de contato após o usuário acessar com o seu login e senha. A utilização do Serviço será de inteiro risco do Usuário, sendo que o NOLAR apenas oferece o suporte técnico com o objetivo de orientar, não cabendo qualquer responsabilidade ou dano que vier a causar no sistema de cada usuário e processos trabalhistas decorrentes.

O NOLAR se reserva o direito de cancelar cadastros sem direito a reembolso de usuários que não sigam as regras descritas neste termo ou que se utilizem de qualquer meio desonesto de acesso e operação do sistema e uso de linguagem imprópria.

O NOLAR se isenta de qualquer culpa sobre causas trabalhistas de seus usuários perante a justiça federal e estadual.

Para garantir o bom funcionamento dos serviços, o NOLAR reserva-se no direito de alterar quaisquer regras de acesso, layout e cálculos, que são exclusivamente virtuais, em busca de um melhor equilíbrio, aprimorando o acesso, caso seja necessário.

3. OBRIGAÇÕES DE REGISTRO DO USUÁRIO

Em consideração à utilização do Serviço, o Usuário concorda em:

(a) fornecer informações verdadeiras, exatas e atuais através formulário específico ("Informações de Cadastro") para acesso ao Serviço, como um e-mail válido e senha, cuja combinação é única entre todos os demais usuários virtuais do site (b) conservar e atualizar imediatamente tais informações de Registro para mantê-las verdadeiras, exatas e atuais. (c) não criar informações de conotação inadequada, através de linguagem abusiva, como palavrões e afirmativas obscenas, preconceituosas, desrespeitosas ou ofensivas.

4. POLITICA DE PRIVACIDADE DO NOLAR

O NOLAR possui uma política rígida sobre a questão da privacidade on-line. As Informações de Cadastro e algumas outras informações sobre o Usuário estão sujeitas somente ao uso do serviço do atendimento do NOLAR, a publicação de opiniões e testemunhos no site e ao uso do próprio Usuário.

5. CONTA DO USUÁRIO, SENHA E SEGURANÇA

No processo de cadastro, o Usuário deverá informar um email e senha, passando a ser integralmente responsável por manter a confidencialidade da senha e desta identificação bem como por todas as atividades que ocorram sob sua senha e/ou identificação. O Usuário concorda em:

(a) notificar imediatamente o NOLAR sobre qualquer uso não autorizado da sua senha ou conta ou qualquer outra quebra de segurança de que tome conhecimento;

(b) sair de sua conta de Usuário ao final de cada sessão e assegurar que esta não seja acessada por terceiros não autorizados.O NOLAR não será responsável por qualquer perda ou dano decorrente do descumprimento do disposto nesta cláusula por parte do Usuário.

6. CONDUTA DO USUÁRIO

O Usuário reconhece e concorda que qualquer informação, ou qualquer outro material , veiculado publicamente ou transmitido através do NOLAR , será de total responsabilidade do Usuário que o forneceu. Isto significa que cada Usuário é integralmente responsável , e nunca o NOLAR, por todo e qualquer conteúdo que seja disponibilizado através do Serviço. O NOLAR não controla e conseqüentemente, não garante a correção, integridade ou qualidade de tal conteúdo.

É VETADO ao Usuário utilizar o Serviço para:

* transmitir, exibir, enviar, ou de qualquer outra forma, disponibilizar qualquer Conteúdo que seja ilegal, incluindo, mas não se limitando, que seja ofensivo à honra, ameaçador, que seja vulgar, obsceno, preconceituoso, racista ou de qualquer forma censurável, através do Serviço;
* violar direitos das crianças e adolescentes;
7. TÉRMINO

O Usuário concorda que o NOLAR poderá cancelar sua senha, sua conta ou parte dela ou a utilização do Serviço, remover ou descartar quaisquer dados, se acreditar que o Usuário esteja violando ou agindo de forma contrária à letra e ao espírito dos Termos do Serviço. O Usuário concorda que o término de seu acesso ao Serviço, por qualquer razão constante deste Termos do Serviço, pode ocorrer sem uma notificação prévia e reconhece e concorda que o NOLAR poderá desativar ou apagar sua conta e todas as informações e dados constantes nesta conta e/ou bloquear o acesso a tais arquivos ou ao Serviço.

O NOLAR reserva-se o direito de remover de sua base de dados qualquer usuário que apresente uma conduta não ética. O NOLAR ressalta que o principal objetivo do site é oferecer controle operacional sobre empregados domésticos para seus usuários e por esse motivo reserva-se o direito de remover do site quaisquer usuário que não estejam de acordo com o objetivo do site sem que caiba qualquer restituição de valores pagos ao mesmo.

8. RESTITUIÇÃO DE VALORES

Por ser um serviço e não um produto, a compra do Acesso ao NOLAR não é reembolsável, ou seja, o NOLAR não devolverá o dinheiro após o pagamento ter sido efetuado.

9. GARANTIA LIMITADA

O Usuário expressamente concorda e está ciente de que: A. O Serviço é utilizado ao inteiro risco do Usuário. O Serviço é fornecido ao Usuário na forma em que está disponível. O NOLAR, em razão das vedações indicadas acima ao Usuário, não oferece garantias outras além das estabelecidas nestes Termos de Serviço. O NOLAR reserva-se o direito de não prestar assistência ou suporte técnico e jurídico aos usuários do serviço de forma conclusiva ou definitiva.

B. O NOLAR não pode garantir que:
(I) determinados serviços à disposição atenderão às necessidades do Usuário;
(II) que o Serviço será prestado de forma ininterrupta, tempestiva, segura ou livre de erros;
(III) que o resultado obtido pelo uso do Serviço será exato ou confiável;
(IV) que a qualidade de qualquer produto, serviço, informações ou outro material adquirido ou obtido pelo Usuário através do Serviço atenderá às expectativas;
(V) que quaisquer erros serão corrigidos;
(VI) que quaisquer erros no sistema causem ações trabalhistas ao Usuário.

C. Qualquer obtenção de material, por meio de download ou outra forma, durante uso do Serviço, é efetuada ao inteiro risco do Usuário e ao seu livre critério, sendo o Usuário integralmente responsável por qualquer prejuízo causado ao sistema do computador pessoal ou pela perda de dados resultantes do download ou por qualquer outra forma de acesso a tais materiais.

10. AVISOS

Qualquer aviso ao Usuário ou ao NOLAR deverá ser feito através de e-mail. O Serviço poderá, também, fornecer avisos sobre modificações nos Termos do Serviço ou qualquer outra informação por meio da exibição de avisos ou links no Serviço ao Usuário.

11. DISPOSIÇÕES GERAIS

Os Termos do Serviço constituem o acordo integral entre o Usuário e o NOLAR e regerão a utilização do Serviço pelo Usuário, substituindo qualquer acordo anterior entre o Usuário e o NOLAR.

Os Termos do Serviço serão regidos exclusivamente pelas leis brasileiras, e quaisquer questões oriundas deste que não puderem ser solucionadas amigavelmente entre o usuário e o NOLAR, caso levadas a Juízo, deverão ser propostas no Foro da Comarca Central do Rio de Janeiro, com expressa renúncia a qualquer outro, por mais privilegiado que seja, ainda que o usuário tenha domicílio em outra localidade.

No que diz respeito a informações de Usuários do NOLAR. localizado sob o endereço eletrônico www.nolar.com.br, ou de qualquer outro País em que esteja estabelecido, há a necessidade de se buscar no ordenamento jurídico brasileiro os meios legais.

POLITICA DE PRIVACIDADE DO NOLAR

1. INFORMAÇÕES DO USUÁRIO

O NOLAR possui uma política rígida sobre a questão da privacidade on-line. As Informações de Cadastro e algumas outras informações sobre o Usuário estão sujeitas somente ao uso do serviço do atendimento do NOLAR, a publicação de opiniões e testemunhos no site e ao uso do próprio Usuário.

Nossa política de privacidade visa assegurar a garantia de que, quaisquer informações relativas aos usuários, não serão fornecidas, publicadas ou comercializadas em quaisquer circunstâncias. O NOLAR obtém informações dos usuários de duas maneiras: Cadastro e Cookies.

CADASTRO

Para usufruir dos benefícios do site e receber o email de avisos, você precisa se cadastrar no NOLAR. Este cadastro é armazenado em um banco de dados protegido e sigiloso. Qualquer comunicação enviada para seu email será através do NOLAR. Seu email não será divulgado.

COOKIES

O NOLAR coleta informações através de cookies (informações enviadas pelo servidor do NOLAR ao computador do usuário, para identificá-lo). Os cookies servem unicamente para controle interno de audiência e de navegação e jamais para controlar, identificar ou rastrear preferências do internauta, exceto quando este desrespeitar alguma regra de segurança ou exercer alguma atividade prejudicial ao bom funcionamento do site, como por exemplo tentativas de hackear o serviço. A aceitação dos cookies pode ser livremente alterada na configuração de seu navegador.

2. SEGURANÇA DOS DADOS E INFORMAÇÕES

Todos os dados pessoais informados ao nosso site são armazenados em um banco de dados reservado e com acesso restrito a alguns funcionários habilitados, que são obrigados, por contrato, a manter a confidencialidade das informações e não utilizá-las inadequadamente.

Favor reportar qualquer violação dos Termos do Serviço ao atendimento do NOLAR enviando um e-mail para nolar@nolar.com.br